A Associação dos Deficientes das Forças Armadas vai hoje pedir ao Governo que anule a obrigação de os deficientes militares que são funcionários públicos optarem entre vencimento e pensão de guerra e admitem recorrer aos tribunais.

 

A reunião com o Ministério da Defesa vai decorrer a partir das 11:30, e visa pedir a suspensão da decisão que, segundo o presidente da associação, José Arruda, é «abusiva e intimidatória».

 

Segundo o Diário de Notícias de hoje, a reivindicação surgiu na sequência de uma carta enviada pela Caixa Geral de Aposentações aos deficientes militares que são funcionários públicos para que escolhem entre receber a remuneração salarial ou a pensão, no âmbito do decreto-lei que aprovou medidas para reduzir as despesas como determinado pelo Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) até 2013.

 

 

In Portal NetMadeira

 

Centro Hospitalar apoia deficientes visuais

 

 

O Centro Hospitalar assinou um protocolo de colaboração com a Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga (AADVDB). Por esta colaboração, os deficientes visuais passam a ter um tratamento positivo diferenciado quando utilizam os serviços de saúde.

 

Concretamente, o Centro Hospitalar compromete-se, em colaboração com a AADVDB, a desenvolver estratégias que melhorem o acompanhamento dos deficientes visuais. Passou já a praticar de forma ativa o acompanhamento destes cidadãos através de referenciação no seu Serviço Social e, quando sem acompanhante, destacando um elemento para direcionar os mesmos no interior das suas instalações. Os deficientes visuais terão ainda oportunidade de ser informados, através do Serviço Social, sobre a referida Associação. Para levar a cabo este acompanhamento personalizado, os elementos do Centro Hospitalar, que podem ser do corpo de Voluntariado da Cruz Vermelha Portuguesa, os elementos da segurança ou mesmo assistentes operacionais, terão a possibilidade de receber formação da AADVDB em técnicas de orientação e mobilidade/guia de forma a proporcionarem o melhor acompanhamento.

 

O Centro Hospitalar proporciona assim um tratamento distinto aos deficientes visuais. São conhecidas algumas dificuldades de orientação destes no interior das instalações, podem agora ser devidamente acompanhados, na entrada e na saída, quando acedem aos mais diversos cuidados de saúde que o Centro Hospitalar presta.

Webmaster de:

Recomendo:

Atenção! Este sítio usa cookies. Ao continuar a utilizar o sítio concorda com o uso de cookies. Saber mais...