Votos de Boas Festas

O uso da informática
As novas tecnologias e nomeadamente os computadores vieram trazer uma nova ferramenta muito útil aos portadores de deficiências visuais.
 
É impressionante pensar sobre o mundo de possibilidades que essas tecnologias abrem para as pessoas que são cegas ou com baixa visão. Foi deixado de lado o fato de estas pessoas dependerem de outros para obter informações comuns que outros consideram um direito adquirido, tais como: jornais, revistas, declarações bancárias, transcrições escolares, etc. No passado, quando os alunos com deficiência visual queriam matricular-se numa universidade eles tinham que contar com a ajuda de outros, e sacrificar alguns dos seus direitos individuais. Agora, com a ajuda de um conjunto de ferramentas tecnológicas, os alunos deficientes visuais são capazes de usar a Internet. Esta nova capacidade proporciona-lhes um maior grau de independência que anteriormente era impossível obter. Evidentemente, para a captura de informação é necessário que todo o conteúdo seja acessível para os sistemas e tecnologias que as utilizam
 
 
Ambliopes
A tecnologia mais comum que as pessoas com baixa visão podem usar são os ampliadores de ecrã. É um programa que faz ampliações em relação a um pequeno espaço do ecrã, permitindo que as pessoas com baixa visão possam vê-la de forma mais clara. Alguns tipos de conteúdos são difíceis de interpretar quando ampliados. Por exemplo, gráficos que contêm texto podem-se tornar quadriculado e pixelizado, tornando o texto de difícil compreensão.
 
Importante. Para que o texto se torne mais legível quando ampliado devesse usar texto verdadeiro tanto quanto possível, em vez de texto em gráficos ou imagens.
 
 
Alto Contraste. Sítios com baixo contraste podem ser difíceis de ler para pessoas com baixa visão. Alguns sítios são mal concebidos e têm más combinações, como a cor azul em links com backgrounds preto, texto em vermelho verde oliva, ou outras combinações que não possuem boa combinação sobre os olhos de ninguém, especialmente para pessoas com baixa visão. Não existe nenhuma regra quanto às formas de contraste serem suficientes, mas use o bom senso. No entanto, normalmente é muito difícil dizer quando cores e combinações não têm contraste adequado.
 
 
Sobreposição de fontes e cores de plano de fundo. Algumas pessoas com baixa visão irão alterar as configurações do seu sistema operacional e/ou navegador não só para ampliar o texto, mas para aumentar o contraste do texto em relação ao fundo. Algumas pessoas gostam de ter um fundo preto com texto branco ou amarelo. Outros preferem ter um branco ou preto com fundo amarelo para textos. Estas são as configurações mais comuns, mas existem outras pessoas que preferem configurações de alto contraste
 
Importante. Para permitir que as pessoas possam personalizar os ajustes de contraste é melhor colocar o máximo possível de texto verdadeiro em vez de usar textos em gráficos.
 
 
Barra de rolagem Horizontal. Este último ponto não é tanta uma questão de acessibilidade como é de usabilidade. Provavelmente já encontrou sítios na web que exigem o uso da barra horizontal de rolagem para poder ver o conteúdo no lado direito do ecrã, mesmo que tenha a janela do browser ampliada ao máximo. Isto pode irritar um pouco às pessoas com visão perfeita, mas é muito pior para as pessoas que usam Ampliadores de Ecrã e são forçados rolar a janela mais à esquerda para visualizar o pequeno espaço ampliado que podem ver. 
 
Importante. Sempre que possível dê preferência ao uso de percentagens ao invés de unidade de medidas absolutas (por exemplo pixéis), para compor um documento.
A regra geral quando projetamos para Baixa visão é fazer com que tudo possa ser configurável. No caso de textos, o texto é real, e  os utilizador podem aumentá-lo, mudar a sua cor, mudar a cor de fundo da página e etc. Se o documento  está em percentagens o ecrã pode ser ampliado ou diminuído de acordo com as necessidades do utilizador ou operador.
 
 
Os cegos
Obviamente, que as pessoas cegas não são capazes de ver as coisas da mesma maneira dos que não são cegos. Isto significa que um monitor de computador e rato não seria algo muito útil para uma pessoa cega. Não que as pessoas cegas sejam incapazes de mover um rato ou clicar; o facto é que eles não sabem para onde deslocar o rato ou quando clicar, uma vez que não podem ver o que está no ecrã.
 
 
Leitores de Ecrã. Existem programas que convertem texto em voz sintetizada e os deficientes visuais são capazes de ouvir o conteúdo. Estes programas são geralmente chamados Leitores de ecrã, apesar de fazerem um pouco mais do que simplesmente ler o ecrã. Estes equipamentos também podem ser utilizados por aqueles que são surdos e cegos, mas em vez de transformar o texto em discurso, estes convertem texto em Braille, em dispositivos que exibem caracteres em relevo com atualização de texto automático.
 
 
Limitações dos Leitores de Ecrã. São equipamentos bastante robustos nas suas capacidades, mas têm limitações. Eles não podem substituir totalmente uma experiência visual. Felizmente, existem formas de compensar as deficiências dos Leitores de Ecrã.
 
 
Imagens. Os Leitores de ecrã não podem descrever imagens. A única maneira que um leitor de ecrã tem para poder transmitir o significado de uma imagem é a leitura do texto do documento que serve como um substituto ou alternativo para a imagem. Se não houver um texto alternativo, etiqueta "alt" com o texto, então o leitor de ecrã não pode transmitir textualmente o significado de uma imagem.
 
 
Visual e layout. Além disso, os leitores de ecrã não podem fazer o levantamento da totalidade de uma página da web como um utilizador visual pode fazer. Um utilizador visual pode olhar para uma página da web e logo perceber a forma como a página está organizada, para em seguida ir para o conteúdo que procura. Um leitor de ecrã não é capaz de fazer isso. Ele lê de forma linear, uma palavra de cada vez. Não pode sempre saltar de maneira mais inteligente alheio aos conteúdos intermédios, tais como anúncios ou barras de navegação.
 
 
Tabelas de Dados. Do mesmo modo, devido aos Leitores de ecrã terem de realizar a leitura linearmente, os dados de tabelas podem ficar bastante confusos. Imagine ao tentar ouvir o conteúdo de um grande quadro de dados com 14 colunas e 28 linhas. Até que o utilizador tenha lido a linha 20 já terá tido tempo de esquecer o título da coluna 8. Pode ser difícil, se não impossível tentar interpretar essas informações.
 
 
Acessibilidade e o Teclado. É fato que os utilizadores de Leitores de Ecrã utilizam o teclado como meio principal para navegar na Web, e é um ponto em que os desenvolvedores precisam prestar atenção. Sem sequer perceber as consequências, alguns criadores de web sites fazem as suas páginas de tal forma que só funcionam com recurso ao uso rato.
 

Webmaster de:

Recomendo:

Atenção! Este sítio usa cookies. Ao continuar a utilizar o sítio concorda com o uso de cookies. Saber mais...